ANÁLISE COMPARATIVA DA EFICÁCIA DA APLICAÇÃO DO ALONGAMENTO CONVENCIONAL E TÉCNICA ENERGIA MUSCULAR EM ACADÊMICOS.

Isabel Martins Silveira, Maria Eduarda Corado Nascimento, Rafael Aguiar Faria

Resumo


Introdução: Os encurtamentos de baixa intensidade levam a quadros de restrições de movimentos, assim resulta em uma resistência ao alongamento sendo ele passivo ou ativo, além de limitar a amplitude de movimento, comprometendo as habilidades funcionais. Para o aumento da flexibilidade e ganho de amplitude de movimento são utilizadas técnicas de alongamentos, aumentando o grau de desempenho, que auxilia na prevenção de lesões musculoesqueléticas, permitindo que as articulações realizem movimentos normais. Objetivo: O objetivo geral do estudo foi avaliar o efeito imediato das duas seguintes técnicas, o alongamento convencional passivo e a técnica energia muscular (TEM) quanto á eficácia no ganho de amplitude de movimento e aumento da flexibilidade dos músculos isquiostibiais de acadêmicos do curso de fisioterapia. Metodologia: Refere-se a uma pesquisa cientifica de modo comparativo de caráter descritivo do tipo estudo quantitativo, o mesmo composto por uma amostra de dez participantes, todos do sexo feminino, acadêmicas de fisioterapia do Centro Universitário São Francisco de Barreiras (UNIFASB) escolhidas por conveniência. Foram distribuídos em dois grupos de 5 participantes cada, no grupo I foi aplicado alongamento convencional passivo e no  grupo II a técnica energia muscular. Resultados: Foram coletados em uma sessão na intenção de observar a eficácia do alongamento convencional e da técnica energia muscular em curto prazo, após a aplicação do alongamento convencional nos participantes foi possível observar que o ganho de amplitude de movimento e consequentemente da flexibilidade variou de 10% a 20% tendo uma media de ganho de 12%, já na aplicação da técnica energia muscular é possível verificar um ganho máximo de 30% e mínimo de 10% obtendo uma media de ganho de 21,8%. Conclusão: A técnica energia muscular (TEM) aplicada no grupo II apresentou maior eficácia quando comparada com o alongamento passivo convencional realizado no grupo I.

Palavras Chaves: MUSCULOS, EXERCICIOS DE ALONGAMENTO MUSCULAR, FLEXIBILIDADE.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.