INCIDÊNCIA DE FATORES PREDISPONENTES PARA A CEFALEIA EM MORADORES DA ZONA RURAL

Alana Suzy de Matos Silva, Natielle Sabrine Campos Linhares, Diogo Pereira Cardoso De Sá

Resumo


Introdução: A cefaleia tensional é um distúrbio neurológico com intensidade de dor variável, localizada ou difusa que afeta grande parte da população, sendo ocasionada por fatores extrínsecos e intrínsecos, que elevam o risco do desenvolvimento de doenças cerebrovasculares. Objetivo: Analisar a incidência de fatores predisponentes para a cefaleia em moradores das comunidades do Mucambo e do Tatu na zona rural de Barreiras-Ba. Métodos: Trata-se de um estudo do tipo quantitativo, descritivo de caráter transversal, realizado com uma amostra de 334 moradores da zona rural da cidade de Barreiras-BA divididos em dois grupos, 167 moradores do Mucambo e 167 da comunidade do Tatu. A coleta de dados foi realizada através de um questionário sociodemográfico, da EVA e do HIT-6. Resultados: Dentre os fatores predisponentes, o etilismo e a hipertensão arterial sistêmica (HAS) se destacaram em ambos os grupos. As variáveis foram correlacionadas através do coeficiente de correlação linear de Pearson (r) sendo classificadas como leve, moderada e forte. No grupo Mucambo (GM) na correlação com a EVA apenas a HAS foi classificada como forte apresentando r > 0,77 e no HIT-6 a HAS e o tabagismo foram significativas com r > 0,75 e r > 0,72 respectivamente sendo estas consideradas como correlação forte. No grupo tatu na relação com a EVA a HAS e o etilismo foram classificadas como forte apresentando r > 0,83 e r > 0,81 respectivamente e no HIT-6 apenas a diabetes mellitus apresentou correlação moderada com r > 0,65 e as demais foram consideradas significativamente forte. Conclusão: Constatou-se que o tabagismo, a HAS, e o etilismo apresentaram correlação significativa referente ao impacto de dor da cefaleia, tais fatores favorecem o desencadeamento de doenças cerebrovasculares e cardiovasculares, aumentando o nível de morbidade e mortalidade, sendo assim a identificação dos fatores é fundamental para a prevenção dessas patologias.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.