PREVALÊNCIA DE HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA EM PACIENTES ATENDIDOS EM UMA UNIDADE DE SAÚDE NA CIDADE DE BARREIRAS – BA

TÁRCIA GOMES SILVA, ANA MARIA SAMPAIO SILVA, JHEINY STFFHANY PIMENTEL CARVALHO GLIER, LISIANE GUIMARÃES ROMEIRO

Resumo


A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma condição crônica caracterizada por níveis pressóricos iguais ou superiores à 140:90 mmHg. Está associada a fatores genéticos, sendo herdada dos pais em 90% dos casos, entretanto, fatores ambientais e hábitos de vida como tabagismo, obesidade, sedentarismo, consumo elevado de álcool e sal, também contribuem para o desenvolvimento da hipertensão (BRASIL, 2013). Conforme Planik et al. (2016), a ocorrência de lesão vascular, cardíaca, renal e cerebral, mantendo relação independente com morte súbita, acidente vascular encefálico (AVE), infarto agudo do miocárdio (IAM), insuficiência cardíaca (IC), doença arterial periférica (DAP) e doença renal crônica (DRC)está fortemente associada a HAS. Dessa forma, junto com a diabetes mellitus, tem grande impacto na renda familiar e na produtividade do trabalho, estimado em US$ 4,18 bilhões entre 2006 e 2015. Para Magalhães et al. (2018), estudos sobre a prevalência da hipertensão no mundo evidenciam tendência de aumento nos países em desenvolvimento, predominantemente na área urbana, excedendo 30% em algumas populações. No Brasil, aproximadamente 32,5% (36 milhões) de indivíduos adultos são acometidos sendo a incidência de acordo com a idade em indivíduos entre 18 a 29 anos equivalente a 2,8%; de 65 a 74 anos corresponde a 52,7% e ≥ 75 anos equivale a 55%. A distribuição da hipertensão auto-referida, conforme as regiões do Brasil, demonstra maior prevalência na região Sudeste (23,3%) e menor prevalência na região Norte (14,5%) (PLAVNIK et al., 2016). Dentro deste contexto, o estudo desenvolvido teve como objetivo avaliar a prevalência de Hipertensão Arterial Sistêmica em pacientes atendidos numa unidade de Saúde na cidade de Barreiras Estado da Bahia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.