VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA DURANTE O TRABALHO DE PARTO

EDIRENE BARAÚNA BRAGA, EVELIN KAUANE FERREIRA LEITÃO, ISAMARA BATISTA DE OLIVEIRA, LUDMILA OLIVEIRA BONFIM, MARCOS GARCÊS DE OLIVEIRA, ALINE TERRA DO BOMFIM

Resumo


A violência obstétrica é aquela praticada pelos profissionais do âmbito hospitalar e pelos profissionais dos serviços de saúde, caracterizada pela falta de acesso e má qualidade da assistência prestada às parturientes (PÉREZ; OLIVEIRA; LAGO, 2015). Assim, a violência obstétrica é qualquer ato que expõe corpo e os processos reprodutivos da mulher, sendo caracterizado pela prestação de uma assistência desumana, o trabalho de parto, torna-se doloroso e sofrido, uma vez que, era para ser considerado um processo fisiológico e único para a parturiente (CARDOSO et al., 2017). Dentre os atos que são consideradas violência para com as mulheres destacam-se os abusos, desrespeito e maus-tratos, nessa situação o trabalho de parto deixa de ser um acontecimento especial de essência e passa a ser um momento de experiências que muitas vezes negativas, podendo até se tornar traumáticas (CARDOSO et al., 2017). Compreendendo a importância dessa temática, o presente trabalho tem como objetivo identificar os tipos de violência obstétrica durante o trabalho de parto.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.