DILEMAS ÉTICOS VIVENCIADOS NA PRÁTICA DOS PROFISSIONAIS ENFERMEIROS

DANIELLY LORRANY OLIVEIRA ISMAEL, DJIDSON LOBO QUEIROZ, MARILDA OLIVEIRA PASSOS, LAYS TEIXEIRENSE LEITÃO, CARINE JAMILE FEITOSA DA SILVA MAIA

Resumo


A ética é um ramo da filosofia que se refere à reflexão sobre conduta humana. A bioética é delineada como um estudo metódico da conduta humana na área das ciências da vida e dos cuidados da saúde, no alcance em que essa conduta é refletida à luz dos valores e princípios morais (VALLS, 1994). Ultimamente, a utilização da ética vem emergindo de modo acentuado na sociedade, mais especificamente no âmbito da saúde, devido às novas descobertas e experiências científicas. A Enfermagem vem aprimorando suas reflexões e questionamentos sobre a sua prática, a fim de afrontar esses desafios, bem como as questões éticas que rotineiramente surgem em seu campo de atuação. O trabalho de Enfermagem tem se diversificado, indo desde o cuidado, seja do paciente, família e da comunidade, incidindo pelas ações educativas, análises, administrativas, até a participação na elaboração dos planos em saúde. O enfermeiro tem apresentado desenvolvimento no controle das suas atividades, pressagiadas tanto no Regulamento do Exercício Profissional (Lei n. 7498/86) (BRASIL, 1986) como no Código de Ética dos Profissionais de Enfermagem (Resolução COFEN 311/07) (COFEN, 2008). Aparecem, junto com este avanço, os problemas éticos concernentes a atuação profissional de Enfermagem, sendo necessário que esse profissional tome ciência de seus direitos e deveres éticos e legais, desenvolvendo, assim, a segurança em suas ações e a probabilidade de estar desempenhando as suas atividades dentro daquilo que lhe incumbe, impedindo possíveis complicações legais posteriores (COFEN, 2008). Diversamente da resolução de problemas clínicos, a resolução de questões éticas submerge a negociação de valores e filosofias intimamente sustentáveis, e não fatos ou dados clínicos mensuráveis (PEREIRA, LIMA, SILVA, 2009). Dessa forma não basta estar tecnicamente preparado fazendo necessário atualizar-se em relação aos aspectos éticos, legais, e técnicos, de modo que o enfermeiro seja capaz de se dispor de forma crítica e reflexiva diante dos dilemas que permeiam sua prática cotidiana (PEREIRA, LIMA, SILVA, 2009). A ética pressupõe comunicação, ações coletivas e educação permanente, assim é um tema obrigatório no currículo acadêmico e espera-se com isto habilitar os profissionais para o que o mundo atual exige, a articulação de informações e valores (PEREIRA, LIMA, SILVA, 2009). Sabe-se, que o enfermeiro é o profissional que atua em linha de frente com o paciente, gerenciando e executando atividades, assumindo o papel de principal cuidador. 17º Congresso de Iniciação Científica da FASB, 2019, Barreiras – Ba ISSN 2594-7951 2 Nesse cenário, o enfermeiro tem papel essencial quanto a compreensão dos conflitos e dilemas éticos podendo possibilitar a abrangência das situações éticas que ocorrem durante o exercício da função, os seus surgimentos e colaborar para gerenciá-los. Diante do exposto a presente pesquisa teve como objetivo investigar os principais dilemas éticos experienciados pelos profissionais enfermeiros durante sua atuação profissional.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.