CÂNCER DE COLO DO ÚTERO: A IMPORTÂNCIA DO RASTREAMENTO PRECOCE

ALDICEIA DE ALMEIDA PINHEIRO DE ALMEIDA PINHEIRO, ANA CLAUDIA SIQUEIRA DE SOUZA, LUCAS BARBOSA DA GAMA, SARA JULLIANE ABREU NUNES, THAYLA BARBOSA ROCHA RODRIGUES DE ALBUQUE, ALINE TERRA DO BONFIM

Resumo


O câncer do colo do útero (CCU) tem-se apresentado como um problema de saúde pública no Brasil, por ser uma enfermidade de evolução lenta que adota um impacto fundamental nas altas taxas de prevalência e na letalidade em mulheres com condição social e econômica mais baixa, no período produtivo de suas vidas, sendo o terceiro tipo de câncer que mais acomete as mulheres por todo o mundo. No Brasil, no ano de 2016 estimou-se a ocorrência de 16.340 novos casos da doença, com risco estimado de 15,85 a cada 100 mil mulheres (DA COSTA et al, 2017). Estudos mostram que o vírus HPV (Papiloma Vírus humano) está relacionado com 90% dos casos de câncer do colo uterino, porém como método de prevenção para transmissão do vírus é a utilização da camisinha como método de barreira. Essa neoplasia é mais comum em mulheres entre 35 a 50 anos de idade (BRASIL, 2011). Segundo Cruz e Loureiro (2008), diante disso, é necessário que os profissionais de saúde, inclusive os enfermeiros, promovam campanhas que alertam as mulheres sobre a importância do CCU e se preocupem com essa realidade, pois a morbimortalidade por tal afecção pode ser reflexo de ações e políticas de prevenção deficitárias. Com isso, vencer obstáculos para uma maior adesão da mulher ao exame preventivo, que significa dar atenção aos relatos e experiências de quem faz o exame para identificar o significado para as mulheres que a ele se submetem. A atuação do enfermeiro na educação em saúde, tem importância relevante devido ao incentivo à realização anual do exame papa-nicolau, nas conversas onde são esclarecidos mitos e medos relacionados ao exame preventivo, na busca ativa desta população e na realização do próprio exame, os índices de mulheres que se previnem podem aumentar logo assim, os índices de novos casos irão diminuir consequentemente a diminuição de óbitos por câncer de colo uterino (MISTURA et al., 2011). O papel do profissional de enfermagem é muito importante, pois ele está mais próximo da população, através da criação do vínculo com a comunidade, com a educação em saúde desenvolvidas nas comunidades e escolas, com a realização do exame cito-patológico, dando ênfase na prevenção esclarecendo todas duvidas das usuárias, buscas ativam das mulheres faltosas através das visitas domiciliares (MISTURA et al., 2011). 17º Congresso de Iniciação Científica da FASB, 2019, Barreiras – Ba ISSN 2594-7951 2 Diante disso, essa temática apresenta grande relevância e nos sensibilizou, interessadas em entender mais sobre o assunto, decidimos formulamos o seguinte objetivo: rastreio precoce do câncer do colo uterino.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.