VARIAÇÃO DAS SUBSTÂNCIAS HÚMICAS DE SISTEMAS AGRÍCOLAS NA MICRORREGIÃO DA COACERAL, NO OESTE DA BAHIA

JORGE DA SILVA JÚNIOR

Resumo


Os Cerrados da Bahia possuem grande biodiversidade, com interação da fauna de solo, microrganismos e a sua ação sobre a decomposição da matéria orgânica do solo (mos) e grande contribuição na ciclagem dos nutrientes, importantes requisitos para a dinâmica da manutenção de mos e suas frações. A variabilidade da microbiota do solo decorre dos diferentes grupos dos microrganismos existentes no solo, resultado de especificidades próprias de cada grupo e, por vezes, de cada espécie da fauna de solo (OLIVEIRA et al, 2008), que varia de acordo com a disponibilidade as características edafoclimáticas entre as regiões. Nas últimas safras são cultivados cerca de 2,4 milhões de hectares na região oeste da Bahia, onde aproximadamente 1,6 milhão hectares tem sido exclusivamente para a produção de soja (Glicyne max Merrill [L]), considerada a cultura de destaque da região (AIBA, 2017; ANUÁRIO AIBA, 2018). A matéria orgânica do solo tem relação direta na manutenção da Capacidade de Troca de Cátions do solo, na estrutura física e ainda na promoção de desenvolvimento de microbiotas nesse ambiente. Além disso proporciona uma viável forma de aumentar a porosidade do solo por meio da formação dos agregados, aumentando a retenção de umidade, algo tão importante em condições sujeita a veranicos severos, podendo levar a perda parcial ou total da lavoura (SILVA; MACHADO, 2000). A manutenção da micro e mesobiota do solo depende da mos, por meio da ação desses agentes decompositores que disponibiliza nutrientes necessários para o fornecimento de energia consumida pelos microbiotas do solo, para manter sua sobrevivência, e seu equilíbrio, contribuindo na conservação dos solos (LEPSCH, 2010). Stevenson (1994), em suas pesquisas relata que a mos pode ser dividida em 3 principais componentes, chamadas de frações húmicas, sendo elas a humina, e os Ácidos Húmicos e Fúlvicos. Esses componentes são muito importantes na qualidade da estabilidade do solo (CHENG; KIMBLE, 2001). Sendo assim o presente trabalho buscou avaliar as frações húmicas de solos sob cultivo agrícola em diferentes usos, para verificar a variação da MOS.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.