Moral e Direito nas Tanner Lectures de Habermas: um Modelo Processual de Moralização do Direito

Delamar José Volpato Dutra

Resumo


Pode-se defender que o positivismo se caracteriza, principalmente, pela tese da separação entre direito e moral. Com tal tese, o direito passa a ser explicado seja de forma completamente independente de qualquer teoria moral seja, em sua quintessência, por algum tipo de positivismo moral, como aquele defendido por Kelsen. Habermas, um dos críticos do positivismo, restabelece a conexão entre direito e moral, operando desse modo o que se poderia chamar de moralização ou remoralização do direito. Pretende-se apresentar, neste estudo, o modelo das Tanner Lectures [1986]. Neste texto, Habermas defende uma relação de subordinação do direito à moral, não obstante, uma subordinação processual e não de conteúdos.


Palavras-chave


Habermas, Positivismo Jurídico, Tanner Lectures.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÕES

Início