As Ciências e o Direito, uma Positivação arbitrada pela linguagem

João Bosco Pavão

Resumo


O artigo discute o problema da Positivação das ciências em geral e do Direito em especial. O Positivismo não leva em conta as culturas que não se adequam àquela da Razão única estabelecida pela Lógica Formal. A língua como definidora de valores e de nossa lógica cultural e econômica estabelece nossa relação com o mundo através da gramática. A subsunção dos fatos aos conceitos é consequência lógica desta pré-arbitrariedade estabelecida pela linguagem. O artigo conclui que antes do Direito e das ciências serem positivados, a linguagem define previamente como o Direito deve ser pensado e como as outras ciências devem ser construídas. Ir contra tal positivação significa desconstruir os significados das palavras e a sua ordem.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXAÇÕES

Início