RUÍNAS CRIMINOLÓGICAS A GENEALOGIA COMO MÉTODO DE INSURREIÇÃO DOS SABERES SUJEITADOS PELA CRIMINOLOGIA

Lucas e Silva Batista Pilau

Resumo


O presente artigo busca entrelaçar as perspectivas criminológicas e político-filosóficas desde uma matriz de crítica àviolência. Ao se colocar a criminologia numa perspectivahistórica, busca-se entrever a ausência de saberes até entãomarginalizados e a necessidade, como potência discursiva, dessacriminologia expandir seus limites epistemológicos com o fim deabrigar novas perspectivas, advindas do campos da filosofia, dapsicanálise, da literatura, das artes etc. O método genealógico,nesse sentido, possibilita uma forma de fazer história que não sóas relações de poder são postas em evidência, mas também osjogos discursivos, possibilitando “escovar a contrapelo” a históriados saberes criminológicos.

Palavras-chave


Discurso; Criminologia; Filosofia-política; Genealogia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.37497/revcampojur.v5i1.206

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


CAMPO JURÍDICO e-ISSN: 2317-4056

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional