Marcado pela organização e segurança, foi realizado neste domingo (29), o segundo vestibular de Medicina da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB). Candidatos de diversas regiões da Bahia e de outros estados brasileiros, colocaram à prova os conhecimentos para ocupar uma das 70 vagas oferecidas na instituição.

Para realizar o sonho, Rafaela Oliveira Pinheiro, 21, viajou 900km de Salvador para prestar vestibular em Barreiras, e apesar do calor da tarde, aguardava com calma o horário para entrar na sala e fazer a prova. “Meu desejo de Medicina é antigo, vem desde pequena, quando acompanhava meu pai, que é médico, em suas rotinas. Acompanho a carreira dele, e isso ajudou a seguir esta profissão. Apesar da responsabilidade e rotina de compromissos, tenho este desejo”, disse. 

 O diretor acadêmico, Marden Lucena destacou as mudanças realizadas nesta segunda edição para agregar melhorias ao processo. “O que temos de diferente da primeira realização é a maturidade, sabemos das exigências, do porte do vestibular e nesse contexto, ouvimos os acadêmicos da turma pioneira para agregar melhorias. Atendendo as reivindicações de pais e alunos da primeira turma porque quando a gente fala em Medicina, a gente fala do circuito nacional, com alcance nacional desse vestibular.

Cumprindo um rigoroso procedimento de segurança, todos os vestibulandos passaram por detector de metais, e as bolsas, malas e objetos como aparelhos celulares foram guardados em uma sala especial. A recepção dos vestibulandos à FASB foi garantida pelos acadêmicos do 2º semestre do curso, que animaram os futuros colegas com música e guloseimas.

Prestes a entrar na sala de prova, Flavia Manieri Carazzai, 22, natural de Porto Seguro (BA), aguardava o horário na companhia da mãe. A estudante que já cursou um ano de Medicina em outra instituição, diz que pretende ser aprovada em Barreiras e vir morar perto da família. “Em sempre quis fazer Medicina, até já fiz um ano do curso, só que estou tentando pra cá, porque minha família mudou-se pra região. A mãe de Flávia, Elizabete Carazzai, atribui a escolha da filha por Medicina por influência da família. “Nós temos uma família tradicional de médicos. E escolhemos a FASB porque a faculdade é nova, tem uma estrutura boa. E aqui também fica próximo da gente, moramos em posse (GO)”, falou.

Pelo segundo ano, a FASB conta com a supervisão da Strix, uma empresa de Salvador, responsável pela aplicação das provas. De acordo com o diretor da IAESB, Tadeu Sérgio Bergamo, o vestibular da instituição segue todos os padrões de segurança e muito em breve o resultado será divulgado. “A FASB se preocupou e tem como garantir que o certame vai ocorrer dentro da legalidade. E que as pessoas que se classificarem dentro das 70 vagas oferecidas, serão as que obtiveram o melhor desempenho. Para garantir a idoneidade do processo, nós contratamos uma empresa séria, especialista em aplicar provas, e ela está acompanhando tudo desde a inscrição, passando pela realização da prova até a correção”, afirma.

De acordo com a organização do vestibular, o resultado deve sair dia 11 de novembro, e as matriculas estão previstas para a quarta semana do mês. A meta geral é que 80% dos aprovados já efetivem as matriculas na primeira chamada, considerando que muitos desses vestibulandos estão fazendo provas em outras cidades também.