Acadêmicos do 8º e 10º períodos de Agronomia da Fasb participaram nesta segunda-feira (11) da Parada Sustentável, na Praça Castro Alves, centro de Barreiras. Realizada no Dia do Cerrado, a atividade marca a abertura oficial da Semana do Cerrado, que se estende até a próxima sexta-feira (15). O estande da Fasb ofereceu, ao longo de todo o dia, aos presentes, um calendário de coleta de sementes do cerrado, construído pelos estudantes sob a orientação dos professores do colegiado de Agronomia, Flávio Lopes e Gisele Angélica.

Com o tema “Cerrado: Nosso Maior Patrimônio”, o evento continua na próxima quarta-feira (13) com uma “Blitz Ambiental” nos semáforos em torno da Praça Castro Alves, e na próxima sexta-feira (15) com um Dia de Campo, na Fazenda Modelo. A coordenadora do curso, Daiane Guerreiro, explicou o motivo que levou as turmas a optarem pelo material didático. “A gente sabe que muitas pessoas plantam mas não sabem como coletar as sementes, manejar corretamente e colher, principalmente nas beiras dos rios, daí a ideia desse calendário que revela os meses propícios para cada etapa”, explica.

Uma mostra de diferentes sementes nativas do cerrado também integrou a exposição produzida pelos acadêmicos. “Temos aqui mais de 20 espécies catalogadas, claro que não são todas, mas servem para que as pessoas conheçam parte do que está disponível no nosso cerrado”, diz o acadêmico Rodrigo Barros, do 8º semestre. Ele reforça a importância da arborização em Barreiras. “Vamos tentar passar às pessoas que mais que embelezar, o plantio de árvores traz benefícios como a melhoria do ar, considerando as altas temperaturas de nossa cidade, então, por que não reflorestar com plantas do nosso cerrado?”, questiona.

Como forma de incentivo à educação de Barreiras, durante o evento, a Fasb fez a doação de uma impressora profissional, sorteada entre as sete escolas municipais da zona rurais que participaram do evento ao Dia Nacional do Cerrado em Barreiras. A vencedora foi a Escola Adroaldo Fernandes, do povoado do Cerradão. O Dia Nacional do Cerrado foi instituído em 2013 por um decreto presidencial, sendo tradicionalmente realizada em Barreiras, a Semana do Cerrado, com o objetivo de sensibilizar a população para conhecer mais sobre as características do bioma e das ações socioeducativas promovidas para a preservação e uso sustentável dos recursos ambientais no oeste da Bahia.