A Escola Municipal Iazinha Pamplona realizou no último sábado (25) a primeira edição do Circuito Literário Iazinha Pamplona (CLIP). O evento teve como objetivo apresentar os trabalhos desenvolvidos pelos estudantes sobre as temáticas Africanidades e Resistência na Perspectiva da Inclusão, trabalhadas durante a 4ª unidade e que resultaram em produções literárias, de artes plásticas, música, dança e exposição fotográfica. As fotografias expostas foram produzidas a partir de uma oficina realizada na escola em parceria com a Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), por meio do curso de Produção Audiovisual.

A estudante Stefane Oliveira que cursa 7º ano do Ensino Fundamental, foi modelo e também fotógrafa da exposição e estava muito animada com os resultados do trabalho. “Eu gostei de aprender a mexer na máquina. O professor Darlan explicou como é a fotografia, o que se faz, como se faz, aprendi muita coisa, foi o máximo. Além disso, o professor nos ensinou as posições, o uso da luz, deixar a luz fluir”, destacou. 

Mais de trinta fotos foram expostas na sala batizada de “Sebastião Salgado”, fotógrafo brasileiro homenageado que também recebeu alguns equipamentos e álbuns fotográficos. “Realizamos as oficinas com duas turmas de 10 alunos cada, nos períodos da manhã e da tarde. Os estudantes que demonstraram interesse realmente tiveram um ótimo aproveitamento e bons resultados, a base para a produção das fotos foi o celular deles mesmos”, explicou o professor da FASB, Darlan Gomes.

A coordenadora pedagógica da escola, Joelma Correia Borja, destacou a importância das parcerias para que a mostra de conhecimento e habilidades desenvolvidas pelos próprios estudantes se tornasse realidade. “O projeto teve como objetivo reforçar a criatividade dos estudantes e as parcerias firmadas entre as instituições são muito importantes para a troca de conhecimento, isso aconteceu com a FASB e também com uma escola de Cristópolis”.