Com o auditório João Altivo Bergamo lotado, a Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) iniciou nesta segunda-feira (23) a Semana Acadêmica de Educação Física, organizada pelo colegiado do curso. O evento de abertura contou com exposição de trabalhos científicos produzidos pelos acadêmicos e uma palestra com o tema “Reflexos da Reforma Trabalhista na Saúde do Trabalhador”, ministrada pela professora Delvânia Borges, do curso de direito.

   Cerca de 30 trabalhos produzidos pelos acadêmicos de Educação Física em atividades realizadas durante o segundo semestre de 2017 ficaram expostos em uma sessão cientifica. A exposição dos painéis foi visitada por acadêmicos e colaboradores que passaram pelos corredores do prédio II da FASB. Para o coordenador do curso, Milton Cesar, a proposta da Semana Academia é discutir assuntos pertinentes à formação dos alunos enquanto profissionais. “Nós elencamos alguns temas em formato de palestras, minicursos e também os resumos, no formato científico, assim estimulamos estes estudantes ao trabalho de campo. Muitos destes resultados acabam se tornando trabalhos de conclusão de cursos e pesquisas posteriores”, disse.

   Feliz com a exposição do painel produzido em grupo com o tema “Inclusão de alunos com necessidades especiais nas aulas de Educação Física” Milene da Luz dos Santos, do 6º semestre se mostrou satisfeita com o resultado da pesquisa de campo e apresentação do trabalho para os colegas de faculdade. “É muito importante que as pessoas conheçam o contexto dos alunos com deficiência física nas escolas, para que eles sejam incluídos nas práticas esportivas. Independente da necessidade física do estudante, ele pode brincar, interagir com os outros colegas, de forma saudável. Este é um tema que eu gosto muito”, conclui.

   A Semana Acadêmica de Educação Física será encerrada nesta quarta-feira (25) e na programação, sempre a partir das 19h, uma série de minicursos com temas atuais foram oferecidos para os estudantes. No encerramento, “A tecnologia assistida em Educação Física” e “Identificação de arritmias pelo eletrocardiograma” finalizam o ciclo de debates”. Como forma de estimular atitudes solidárias, a inscrição do evento foi concretizada a partir da doação de um brinquedo ou de sangue, no Hemoba.